- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
terça-feira, 16 julho, 2024 - 03:36 AM
- PUBLICIDADE -

7ª Corrida de Olho na Saúde reúne 1,2 mil atletas e amadores no Eixo Monumental

A área central de Brasília foi palco da sétima edição da Corrida de Olho na Saúde realizada com fomento do Governo do Distrito Federal (GDF). Cerca de 1,2 mil atletas e amadores correram 3 km, 5 km ou 10 km no entardecer deste sábado (6) pelo Eixo Monumental, percorrendo trechos próximos à Arena BRB, ao Memorial JK e à Praça do Cruzeiro com largada e chegada na Praça do Buriti.

Conhecida como “a corrida mais inclusiva de Brasília”, a iniciativa tem, todo ano, um pelotão exclusivo para pessoas com deficiência visual. Desta vez 50 participantes cumpriram o circuito ao lado de seus condutores.

O vencedor Claudio Panoeiro correu 3 km e elogia a iniciativa: “É uma atitude em prol da saúde, do esporte e da inclusão. Só tem pontos positivos” | Fotos: Paulo H. Carvalho/ Agência Brasília

O advogado Claudio Panoeiro, 51, foi o primeiro deste pelotão a cruzar a linha de chegada. Ele correu 3 km ao lado do amigo e condutor Daniel Borba, 45 anos, servidor público, que foi narrando o percurso ao longo da prova. “É o terceiro ano que eu participo [da corrida] e considero que já faz parte do calendário de Brasília. É uma atitude em prol da saúde, do esporte e da inclusão. Só tem pontos positivos”, analisou.

Daniel Borba fez sua estreia na Corrida de Olho na Saúde a convite do amigo Claudio e já projeta participar das próximas edições. “É um desafio porque é um tipo de corrida nova. Estamos correndo com um parceiro, então tem que estar bem alinhado e mantendo aquele ritmo de cadência e união. Espero estarmos juntos nos próximos anos para as próximas edições”, defendeu.

Celina Leão cumpriu a prova e ressaltou o fato de o evento “levantar a bandeira muito importante da inclusão”

Quem também se aventurou no percurso foi a governadora em exercício Celina Leão, que fez o trecho de 5 km junto aos demais atletas. Para ela, a corrida de rua tem tudo a ver com a cultura do Distrito Federal e, por isso, o governo faz questão de apoiar e fomentar iniciativas como essa. “É um dia de esporte, lazer e de saúde. Essa corrida também levanta essa bandeira muito importante da inclusão”, comentou. “Os atletas adoram e sempre quando abrem as inscrições já lotam. Ao apoiar, a gente ajuda a movimentar esse setor de eventos que a gente sabe que é muito importante para Brasília”, acrescentou.

Organização

“Você realmente corre igual, com cada um respeitando sua limitação”

Thelma Gonsalves, organizadora da corrida

A Corrida de Olho na Saúde é um evento promovido pela Visão Hospital de Olhos e pelas Óticas de Diniz, com o objetivo de promover saúde, qualidade de vida e inclusão social. A iniciativa surgiu a partir da organizadora Thelma Gonsalves que sempre participou das corridas de rua, mas via a necessidade da inclusão das pessoas com deficiência visual. “A ideia da corrida surgiu comigo em 2016 exatamente porque gosto de corrida, porque acho que é um esporte que iguala todo mundo. Você realmente corre igual, com cada um respeitando sua limitação”, defendeu.

A idealizadora do evento destacou que a corrida só se mantém no calendário da cidade devido ao apoio que recebe do GDF. “Tudo que tivemos aqui hoje foi graças ao GDF que apoiou nosso evento. Toda a parte de estrutura, dos lanches, o percurso… A iniciativa privada faz muita coisa, então o governo estando junto permite que a gente possa de fato ajudar as pessoas com deficiência visual”, acrescentou Thelma.

Fonte: Agência Brasília

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Que fazer parte do nosso grupo no Wpp?