- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
segunda-feira, 4 julho, 2022 - 18:32 PM
- PUBLICIDADE -

Chuva provoca alagamentos e altera rotina da cidade do Rio de Janeiro

A chuva forte que começou a cair ontem (29) à noite em diferentes pontos da região metropolitana do Rio de Janeiro provocou alagamentos em várias regiões como Guaratiba, Bangu e Jacarepaguá, na zona oeste, e levou a prefeitura da cidade a decretar estágio de atenção às 23h45. A mudança no clima foi provocada pela chegada de uma frente fria no oceano que mantém a entrada de umidade na capital.

Desde o início do estágio de atenção, a Defesa Civil municipal acionou 38 sirenes em 24 comunidades. De 5h31 às 10h30 de hoje (30), o órgão registrou 63 ocorrências. Deslizamentos na estrada que liga os bairros do Grajaú, na zona norte, e Jacarepaguá, na zona oeste, levaram ao fechamento da via, que permanece interditada.

Também em consequência da chuva, o serviço do BRT em linhas dos corredores Transcarioca, Transoeste e Transolímpica foi suspenso temporariamente. No fim da manhã começaram a ser retomados os serviços na Transolímpica. A linha 51A, com percurso Vila Militar – Terminal Alvorada estava totalmente parada. A 51, Vila Militar – Terminal Recreio, estava funcionando até o bairro de Sulacap, mas já voltou a operar até a Vila Militar. Já as linhas 17, da Transoeste, e a 40, da Transcarioca, não têm previsão de volta.

Previsão

De acordo com o Alerta Rio, há previsão de chuva moderada a forte em pontos isolados nas próximas horas. A previsão para este sábado permanece de instabilidade, com céu nublado a encoberto. A chuva moderada a forte isolada prevista para a manhã, passa para fraca/moderada isolada no restante do dia. Os ventos estarão fracos a moderados e temperaturas em declínio na comparação com a sexta-feira passada. A mínima deve ficar em 19°C e a máxima em 27°C.

O Alerta Rio informou que os núcleos de chuva ainda ganham intensidade sobre o Maciço da Tijuca e se deslocam para a zona norte e região de Jacarepaguá. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, cancelou a agenda prevista para hoje e desde cedo acompanha no Centro de Operações as ocorrências na cidade.

Estágio de atenção

O estágio de atenção é o terceiro nível em uma escala de cinco e significa que uma ou mais ocorrências provocam impactos na cidade, alterando a rotina de parte da população.

A prefeitura recomenda que a população não se desloque pelas regiões mais atingidas pela chuva; evite áreas sujeitas a alagamentos e ou deslizamentos; não force a passagem de veículos em áreas alagadas. Nos casos de ventos fortes e ou chuvas com descargas elétricas, deve-se evitar ficar próximo a árvores ou em áreas descampadas, como também ficar em contato direto com postes ou equipamentos que possam estar energizados em pontos de alagamento.

No caso de sinais de rachaduras nas residências, a recomendação é acionar a Defesa Civil pelo número 199 e evitar ficar em casa. Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. Quando o sinal ocorrer, as pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil municipal. Os locais são informados pelo número 199 ou pelo aplicativo Centro de Operações do Rio (COR.Rio). Se for necessário, deve ligar para os telefones de emergência 193 do Corpo de Bombeiros e 199 da Defesa Civil.

Petrópolis

Na cidade de Petrópolis, na região serrana, que foi atingida por fortes temporais em fevereiro e março, tem previsão de céu nublado a parcialmente encoberto, com possibilidade de chuva fraca a moderada ao longo de todo o dia. A temperatura na cidade imperial tem leve declínio, tendo máxima de 21°C para o dia.

Fonte: Agência Brasil

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo