Expectativa do comércio com aumento nas vendas de Natal salta de 2,2% para 20,59%, aponta Fecomércio-DF

0
470
Vendas no Natal deste ano devem ter aumento de 20,59%, aponta Fecomércio-DF

Um ano após registrar a pior marca histórica na pesquisa sobre expectativa de vendas durante o Natal, o comércio do DF retoma os índices do período pré-pandemia

Por Cláudio Ulhoa

Em levantamento divulgado recentemente pelo Instituto Fecomércio-DF mostra que as vendas para este Natal devem ter aumento de 20,59% se comparado ao mesmo período de 2020, quando o crescimento foi de apenas 2,2%. Segundo o levantamento, os lojistas estão otimistas com a retomada da economia, tanto que foi também registrado o menor índice de expectativa negativa em relação à data. Nem 1% dos lojistas entrevistados acham que este Natal será pior que o anterior; 69,92% esperam que as vendas sejam melhores.

Mas não são só os comerciantes que aparecem entusiasmados com as vendas. Os consumidores também aparecem com gastos maiores que o ano passado. Segundo o que se constatou é que, este ano, os consumidores pretendem gastar, em média, R$ 344,58, ante os R$ 216,61 gastos em 2020.

“A expectativa de vendas foi superada em mais de oito vezes em relação ao ano passado. Isso é muito positivo. E tudo isso foi possível graças ao avanço da vacinação, aliado ao fim das restrições de funcionamento do comércio e à segurança que os consumidores e comerciantes agora têm para circular pelas lojas de rua e shoppings”, ressalta o presidente do Sistema Fecomércio-DF, José Aparecido Freire.

Outro dado constatado pelo levantamento é com relação à forma de pagamento. Segundo ficou constatado, 69,32% dos lojistas esperam vender mais no cartão de crédito, enquanto 21,12% no cartão de débito e 9,56% em dinheiro. A maioria dos lojistas (96,5%) também declarou que irá manter os preços exercidos no Natal de 2020, outros 3,25% declararam que vão aumentar os preços, e apenas 0,25% declararam que vão diminuir.

Já em relação aos consumidores, intenção de compras chega 67,79% o total de entrevistados que disseram que pretendem comprar presentes no Natal. As mulheres pretendem presentear mais que os homens, com cerca de 74% contra 61%.

A coleta de dado para o levantamento ocorreu entre os dias 22 de outubro e 16 de novembro. Foram abordados 506 consumidores e 502 lojistas de diferentes segmentos e de várias partes do DF.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui