Ibaneis nomeia servidores para área da educação

0
4476
Governador Ibaneis nomeia 437 servidores para educação pública do DF

São 35 analistas, 220 técnicos para apoio administrativo, 85 secretários escolares e mais 97 monitores de gestão educacional; os novos servidores representam um investimento de mais de R$ 19,1 milhões do GDF

Por Cláudio Ulhoa

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), nomeou, nesta quinta-feira (20/5), 437 servidores para reforçar o corpo técnico da Secretaria de Educação. Com investimento de R$ 19,1 milhões, o governo convocou 35 analistas, 220 técnicos para apoio administrativo, 85 secretários escolares e mais 97 monitores de gestão educacional, que passam agora  a compor o quadro de pessoal da pasta.

“Vamos retomar as aulas a partir do mês de agosto com todos vocês trabalhando e nos ajudando. Sabemos das dificuldades que todo o país e o mundo passam, mas aqui no DF fizemos questão de não viver só a agenda da pandemia”, disse Ibaneis durante a assinatura das nomeações.

O reforço veio justamente no momento em que o governo começa a vacinar os profissionais da educação, pois a expectativa é que as aulas presenciais voltem em agosto. “Criamos três agendas importantes: a da saúde, cuidando das pessoas; a da infraestrutura, que envolve todos os servidores e não parou durante a pandemia e também com obras, e a terceira pauta, que é a social. Nós não deixamos faltar comida para as pessoas nesse período”, ressaltou o governador.

O governador ressaltou ainda que sua gestão também tem investido na infraestrutura das escolas, como ocorreu em Taguatinga, onde reformas, melhorias e aquisição de equipamentos foram feitas pelo Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf). Outra região administrativa a ser beneficiada foi o Gama, onde quatro escolas e uma unidade do Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic) passará por reformas, e, em Brazlândia, foram investidos R$ 14,3 milhões nos últimos 18 meses para melhoria das unidades escolares da região.

Veja, abaixo, o quadro das nomeações.

  • Apoio administrativo: 220
  • Monitores: 97
  • Secretários escolares: 85
  • Analista de Gestão Educacional: 35 pessoas – 23 psicólogos, quatro profissionais de tecnologia da Informação, dois de direito, dois de contabilidade, dois de biblioteconomia e dois de administração.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP