- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
segunda-feira, 4 março, 2024 - 22:44 PM
- PUBLICIDADE -

Mauro Vieira diz que é necessário preservar a paz na América do Sul

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, defendeu, nesta quarta-feira (6), na reunião de chanceleres do Mercosul, que os países da América do Sul devem priorizar o diálogo e a manutenção da paz no continente. A fala acontece em meio ao acirramento de tensões entre a Venezuela e a Guiana, depois de um referendo, promovido pelo governo venezuelano, que aprovou a transformação do território de Essequibo em estado do país comandado por Nicolás Maduro.

“Em um momento conturbado, com muitos conflitos, é sempre importante lembrar a contribuição do Mercosul para que a América do Sul constitua hoje a zona de paz mais extensa do mundo. E a manutenção da paz é condição imprescindível para o desenvolvimento econômico. É essencial que continuemos dialogando e trabalhando para que nossa região siga nessa trilha”, disse Vieira.

Fortalecimento do bloco

Na abertura do encontro desta quarta-feira, que foi realizado quase integralmente de portas fechadas, sem acesso para a imprensa, o ministro destacou a importância de continuar fortalecendo o bloco regional para o desenvolvimento de todo o continente.

“Ao longo de três décadas, desde a sua criação, o Mercosul virou um elemento central de coesão, articulação e integração da América do Sul. Graças ao Mercosul e aos esforços conjuntos dos estados associados, constituímos desde 2019 uma zona de livre comércio de fato, que estimula a produção e o comércio de bens, com valor agregado para todos os povos”.

A 63ª Reunião Ordinária do Conselho do Mercado Comum acontece no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Hoje, participaram ministros das Relações Exteriores, das áreas econômicas e presidentes de Bancos Centrais do Mercosul, Estados Associados e convidados especiais. Representaram o Brasil o vice-presidente Alckmin, o chanceler Mauro Vieira e a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet. Amanhã, haverá o encontro de chefes de Estado.

Fonte: Agência Brasil

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Que fazer parte do nosso grupo no Wpp?