- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
sábado, 24 julho, 2021 - 14:36 PM
- PUBLICIDADE -

Detentos no DF podem vir a ter que pagar por tornozeleira eletrônica

GDF poderá cobrar de presos o valor gasto com monitoramento por tornozeleira eletrônica; iniciativa é do deputado distrital Claúdio Abrantes

Por Cláudio Ulhoa

Os deputados distritais aprovaram, nesta terça-feira (28/4), em primeiro turno, o projeto de lei 670/2019, de autoria do deputado Claúdio Abrantes (PDT), que determina que as tornozeleiras eletrônicas utilizadas pelos presos do sistema prisional do DF possam ser custeadas pelos próprios detentos.

“Pelo menos 10% da população carcerária tem condições de pagar pela tornozeleira”, defende Abrantes.

De acordo com a proposta, que ainda precisa ser aprovada em segundo turno, todo gasto com a tornozeleira eletrônica e o sistema de monitoramento ficarão a cargo dos detentos que já começaram a pagar pelo equipamento assim que ele foi instalado. A manutenção e cuidado com as tornozeleiras também ficarão sob responsabilidade dos apenados.

Pela proposta, ficam de fora dessa cobrança os presos que estejam comprovadamente desempregados ou que tenham renda familiar mensal de até dois salários-mínimos.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

%d blogueiros gostam disto: