- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
domingo, 13 junho, 2021 - 14:51 PM
- PUBLICIDADE -

Ibaneis lança programa esportivo para incentivar atividade física entre a população

O Educador Esportivo Voluntário deve atender a 12 mil e contratar cerca de 400 professores e educadores físicos; os professores receberam uma ajuda de custo de R$ 800 para coordenar as atividades em várias partes do DF

Por Cláudio Ulhoa

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), lançou, nesta quinta-feira (13/5), o programa Educador Esportivo Voluntário (EEV) com o intuito de oferecer à população em geral, aulas e atividades esportivas de forma gratuita. Inicialmente, o programa deve atender a 12 mil pessoas, com investimento de R$ 3,5 milhões.

Para realizar a iniciativa, a Secretaria de Esporte e Lazer, que irá coordenar o programa, espera contratar 400 professores – cada um receberá ajuda de custo de R$ 800 – para que as aulas sejam realizadas em todas as regiões administrativas do DF. Para participar, não há idade estabelecida, ou seja, poderão ser atividades voltadas tanto para crianças, jovens, adultos ou idosos.

“Existem diversos educadores voluntários que ajudam crianças e jovens na preparação para os esportes. É uma ideia que nos inspira muito porque nós vamos ajudar pessoas a prestar serviço social para a formação dos nossos jovens e crianças. Pretendemos atender 25 mil crianças e adolescentes no DF e queremos dobrar esse número para mil educadores”, disse Ibaneis Rocha durante o lançamento do programa no Palácio do Buriti.

Programa Educador Esportivo Voluntário vai beneficiar 12 mil pessoas

As aulas e oficinas vão ocorrer em equipamentos esportivos indicados pela Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), administradora do programa.

As inscrições para os educadores e alunos vão ocorrer pelo site da Secretaria de Esporte e Lazer. Para participar, no caso dos professores, é preciso ter 18 anos, com formação na área de atividade física ou ser estudantes de Educação Física. Àqueles que tenham experiência com algum esporte também podem se inscrever. Vale ressaltar que os professores inscritos não podem possuir vínculo funcional ou empregatício com a administração pública.

“Vamos priorizar aqueles que atendem maior quantidade de alunos e queremos colocar o programa em todas as cidades. De início, são 120 vagas exclusivas para profissionais de educação física, depois mais 280 abertas a estudantes e pessoas ligadas ao esporte. Essa ajuda de custo vai auxiliar as pessoas e incentivar a prática de esporte. Esporte também é saúde”, explica a secretária de Esporte e Lazer do DF, Giselle Ferreira.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

%d blogueiros gostam disto: