- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
sexta-feira, 18 junho, 2021 - 09:20 AM
- PUBLICIDADE -

SOS DF reforma Parque Ecológico de Águas Claras

Criada em 2003, a área de lazer, que tem 120 hectares, recebe de 1.200 a 3 mil pessoas por dia

O SOS DF, mutirão proposto pelo governador Ibaneis Rocha no início de sua gestão para tirar Brasília do abandono, chegou aos parques do Distrito Federal. Nesta segunda-feira (18), a força-tarefa concentrou esforços no Parque Ecológico de Águas Claras.

Representantes de todos os órgãos envolvidos se reuniram para traçar o planejamento das ações do SOS DF Parques. Foram eles: como Secretaria de Meio Ambiente (Sema),  Novacap, Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Detran, DER, Caesb, CEB, Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Secretaria de Segurança Pública/Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal (Sesipe), Secretaria de Justiça do DF/Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap).

Na ação integrada estão previstos serviços como assentamento de blocos, instalação de bancos, troca de iluminação, podas de árvores, reparos e pinturas em lixeiras e aparelhos de ginástica, capina, além de manutenção nos banheiros e limpeza.

Para Edson Duarte, presidente do Ibram, os parques têm uma grande importância para a população do DF. “São pontos de encontro, lazer e entretenimento. Por isso, a necessidade da revitalização e melhora de suas condições. Nossa intenção é oferecer mais conforto para as crianças, jovens e idosos, com resultados rápidos e com custos baixos”, frisa.

O parque
O Parque Ecológico de Águas Claras é um dos mais visitados do DF. Em uma área de 120 hectares, sua estrutura conta com parque infantil, quadras poliesportivas, de areia, de futebol society com grama sintética e pistas de cooper e de ciclismo, além de Ponto de Encontro Comunitário (PEC) e circuito inteligente de ginástica.

Criado em 2003, o local recebe de 1.200 a 3 mil pessoas por dia. O policial civil Bernardo Leal é um desses frequentadores. Para ele, as condições do local são boas, mas podem ser melhoradas. “Os banheiros precisam de manutenção e a grama está grande”, disse. O contador Roberto Estevam diz que a revitalização é necessária. “Ficamos um dia sem usar, mas seremos recompensados. Acho importante a iniciativa”, afirmou.

A área de lazer fica fechada durante toda a segunda-feira, mas nesta terça (19) será aberta ao público, mesmo com o restante das ações em andamento.

O primeiro parque a receber a revitalização foi o Saburo Onoyama, em Taguatinga, um dos espaços de lazer mais antigos do DF.

Confira o relatório com as ações diárias do SOS DF.

Relatório diário 1803

EMANUELLE COELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Nos siga no Google Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

%d blogueiros gostam disto: