- PUBLICIDADE -
segunda-feira, 1 março, 2021 - 03:26 AM
- PUBLICIDADE -

Ibaneis participa do lançamento da campanha de vacinação contra a covid-19 no DF

O governador esteve presente no evento de lançamento da campanha ocorrido nesta manhã no Hran; a primeira pessoa a ser vacinada foi uma enfermeira que trabalha no hospital

Por Cláudio Ulhoa

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) participou nesta manhã do evento de lançamento da campanha de vacinação contra a covid-19 ocorrido no Hospital Regional da Asa Norte (Hran). O DF recebeu pouco mais de 106 mil doses do imunizante e aguarda outras parcelas que também deverão ser enviadas pelo Ministério da Saúde. O governador estava acompanhado da primeira-dama, Nayara Noronha.

A primeira pessoa a ser vacinada foi enfermeira Lidia Rodrigues Dantas, 31 anos, que atua no box de emergência do Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Ela foi a primeira de um grupo de seis pessoas a receberam as primeiras doses da CoronaVac nesta manhã.

De acordo com o Plano Distrital de Vacinação contra a Covid-19, as primeiras pessoas a serem imunizadas serão profissionais da saúde; idosos acima dos 60 anos que estão em instituição de acolhimento ou asilos e pessoas com mais de 18 anos com deficiência física que vivem nessa mesma condição, bem como seus cuidadores; e a população indígena.

“Fico feliz em saber que o Instituto Butantan (responsável pela produção da vacina chinesa CoronaVac) pediu o registro de mais 5 milhões de doses. Vamos continuar cobrando das autoridades federais para termos um número ainda maior de vacinas para toda a população”, disse o governador ao falar com a imprensa durante o evento.

A enfermeira Lidia Rodrigues Dantas, 31 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada no DF

Com o envio da próxima remessa de vacinas, o governo deve começar a vacinação do segundo público, que são as pessoas com mais de 60 anos. Depois será a vez das pessoas com comorbidades. Professores e profissionais da força de segurança serão incluídos na quarta fase do plano – eles chegaram a ser excluídos da proposta original, mas voltou à previsão após reivindicações das categorias.

Segundo o Plano Distrital de Vacinação, a segunda fase, a meta é vacinar todas as pessoas com mais de 60 anos. A terceira parte do plano de vacinação inclui pessoas com comorbidades. Professores e profissionais da força de segurança serão incluídos na quarta fase do plano, que chegou a ser excluída da proposta original, mas voltou à previsão após reivindicações das categorias.

“Conseguimos, com o trabalho e esforço de cada um superar 2020 sem que nenhum paciente no DF tenha deixado de ser atendido. É um momento histórico, pois 2020 entrará para a história como o pior ano das vidas de todos nós”, ressaltou o governador.

Se todos forem atendidos nesta primeira fase da vacinação, o DF teve ter mais de 600 mil habitantes vacinados. Para isso, o governo diz contar com uma infraestrutura adequada para executar a vacinação, composta por equipamentos de proteção individual (EPIs) para uso dos profissionais de saúde.

“Estamos abastecidos de EPIs e seringas. Não haverá falta de insumos para aplicação de vacina, nem desabastecimento de oxigênio no DF. Temos mais de 2 milhões de seringas e agulhas em estoque pra a campanha”, garantiu, nesta segunda-feira (18), em entrevista coletiva, o secretário-adjunto de Assistência à Saúde do DF, Alexandre Garcia.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

VÍDEO | Agentes do Detran socorrem idoso perdido

O senhor havia saído para comprar pão, mas não se recordava do caminho de volta para casa. Durante patrulhamento de...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo