- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
domingo, 18 abril, 2021 - 20:20 PM
- PUBLICIDADE -

Ibaneis se reúne com empresários locais para tratar sobre lockdown

O governador disse que escolas e academias, por exemplo, podem voltar às suas atividades assim que o índice de contaminação por covid-19 diminuir; só nesta segunda-feira (1), foram abertos 30 leitos de UTI na rede pública

Por Cláudio Ulhoa

Em reunião com secretários de governo e representantes do setor produtivo, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), disse que, na hipótese de redução das contaminações por covid-19, nestes dias de lockdown, escolas e academias já poderiam voltar a funcionar. Mas antes é preciso saber a intensidade que se dará o contágio, por isso, o governador não falou em data, mas na imprensa local circula informação que isso poderia ser na próxima segunda-feira, (8).

A previsão inicial do Governo do DF (GDF) é de que as medidas que levaram o fechamento do comércio considerado não essencial e a suspensão de algumas atividades sociais acabem dia 15 de março. O governo tomou tal iniciativa após perceber um aumento no número de casos da doença nos últimos dias, o que levou a uma taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que chega a 90%.

“Quando retomarmos as condições de saúde e atendimento à população, com novos leitos de UTI, nós iremos retomar as atividades aos poucos. Não vou deixar a população morrer sem atendimento”, afirmou Ibaneis.

Em reunião com secretariado e representantes do setor produtivo, governador anunciou leitos e prometeu reabrir atividades caso contaminações diminuam

O governador ressaltou que a Secretaria de Saúde (SES-DF) estuda a contratação de leitos da rede privada o que irá possibilitar a abertura de 150 a 200 leitos. Na semana passada, o governo já tinha inaugurado sete leitos no Hospital Regional de Samambaia, onde também a taxa de ocupação chegou a 100%.

Agora, nesta segunda-feira (1), a SES-DF comunicou que, o Comitê de Crise da pasta, iniciou a organização do sistema da rede pública o que colocou em funcionamento 20 leitos no Hospital Regional do Gama e dez no Hospital Regional de Ceilândia.

“Sei do sofrimento dos trabalhadores de todos os setores, da dificuldade pelo qual eles passam. Nós vamos retomar as atividades no menor prazo possível e por isso nós colocamos toda a nossa força de trabalho para encontrar as soluções”, destacou o governador Ibaneis Rocha.

O presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), Rafael Prudente (MDB), e o presidente da Federação das Indústrias Presidente da Federação das Indústrias do DF (Fibra/DF), Jamal Bittar, também participaram da reunião com o governador. Ambos garantiram apoio às medidas adotadas pelo governo e disseram trabalhar para que a doença seja controlada na capital federal.

Além disso, também estiveram presentes representantes da Fecomércio, da Associação Comercial do DF, da Câmara de Dirigentes Lojistas, do Sindicato das Academias e do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

Sírio-Libanês e DF Star passam a atender o plano GDF Saúde

Beneficiários têm à disposição rede credenciada com sete hospitais gerais, 12 hospitais especializados, quatro laboratórios e quase duas mil...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

%d blogueiros gostam disto: