- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
sexta-feira, 30 julho, 2021 - 07:38 AM
- PUBLICIDADE -

Secretaria de Saúde do DF irá reabrir, agora à tarde, agendamento para vacinação contra a covid-19 de pessoas com 50 anos

O serviço foi suspenso, mas retoma hoje (14), às 17h

Por Cláudio Ulhoa

O secretário da Casa Civil do Governo do Distrito Federal (GDF), Gustavo Rocha, disse, na tarde desta segunda-feira (14/6), que será retomado, ainda nesta tarde, a partir das 17h, o agendamento para a vacinação contra a covid-19 de pessoas com 50 anos ou mais. O agendamento – que pode ser feito aqui – já tinha iniciado, mas foi suspenso pelo governo depois que surgiu a hipótese de faltar vacina.

“À tarde, a partir das 17h, para pessoas com 50 anos ou mais e assim vai ser feito toda vez que tiver disponibilidade na vacina. A ideia desse agendamento, desse distanciamento é possibilitar uma vacinação com menos espera, sem fila, sem aglomeração”, afirmou o secretário.

Hoje, o DF está com índice de transmissão do novo coronavírus em 0.94. O número de casos ativos – quando há possibilidade de contaminar outras pessoas – e de 8.612 e o de recuperados é de 399.712. Já na lista de espera por leito de UTI-covid são 7 pessoas – que aguardam resultado de exames para saber se estão de estão contaminados por covid-19 – para 11 leitos vagos.

Segundo Rocha, a vacinação já mostra resultados positivos, exemplo, seria a queda móvel no número de internação, nos últimos 28 dias, em todas as faixas etárias.

O secretário falou ainda sobre os jogos da Copa América que serão realizados no DF. Segundo ele, tudo está sendo feito em um “rigoroso” sistema de segurança e fiscalização. “Houve uma atuação constante para evitar aglomeração, isso é uma preocupação existente, tudo visando o impacto da Copa América”, afirmou.

Já a respeito da possibilidade de diminuir ainda mais a idade para a vacinação, haja visto que muitos estados já estão a fazê-lo, Gustavo Rocha foi enfático. “Eu procuro passar um posição conservadora, com relação à vacina, justamente para não criar falsas expectativas.”

Como exemplo o secretário mencionou o caso das vacinas da Janssen que foram anunciadas pelo Ministério da Saúde que chegariam na semana passada, mas atrasaram e só chegarão nesta semana. “Nós vamos sempre passar uma posição objetivamente daquilo que nós temos no dia, mas deixando claro que, qualquer alteração, isso será feito imediatamente”, explicou.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

Nos siga no Google Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

%d blogueiros gostam disto: