- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
terça-feira, 16 agosto, 2022 - 10:23 AM
- PUBLICIDADE -

O Programa Luz na Faixa atende nessa primeira etapa 425 travessias no Plano Piloto e 334 em Ceilândia

Por Cláudio Ulhoa

O governador do DF, Ibaneis Rocha, lançou, nesta terça-feira (24), o Programa Luz na Faixa que irá aumentar a iluminação nas faixas de pedestres. Coordenado pelo GDF e pelo Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), o projeto, em sua primeira fase, será implantado 425 travessias no Plano Piloto e 334 em Ceilândia.

“As faixas de pedestres são uma marca do Distrito Federal. E temos a obrigação de cuidar delas. Cuidar das faixas é cuidar da população que mais precisa: do pedestre, do ciclista, de quem no trânsito é menos valorizado, infelizmente”, disse o governador ao lembrar do atropelamento de cinco crianças, no final de semana, em Ceilândia, enquanto atravessavam a rua em uma passagem sinalizada.

Segundo o GDF, as regiões administrativas foram escolhidas por serem, entre as 33, as que concentram o maior número de faixas de pedestres no Distrito Federal. Na mesma ocasião, também foi assinada a ordem de serviço para o início das obras do Programa Luz que Protege.

O programa consiste na instalação de um poste de iluminação com cinco metros de altura, contendo uma luminária em LED de 120W, para as vias com até duas faixas de rolamento. Nas vias com mais de duas faixas de rolamento, serão instalados dois postes da mesma altura, sendo um em cada lado da via.

O projeto se faz necessário, explica o governo, porque índices registrados mostram que, de janeiro a abril de 2022, foram registradas 14 mortes de pedestres, uma redução de 26,3% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 19 pessoas morreram vítimas de atropelamento no DF. Se comparada a 2020, essa redução é ainda mais acentuada. Naquele ano, 23 pedestres foram vítimas fatais de acidentes.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo