Rafael Prudente fala sobre aprovação de recursos para ampliação do Hospital Regional de Planaltina

0
16
Lavanderia do hospital já foi reformada no início de 2020

Unidade será reformada e ampliada para também receber o espaço para uma sala de UTI; as obras estão previstas para ocorrerem nos setores de radiologia, na subestação de energia, nos laboratórios e no bloco de apoio

Por Cláudio Ulhoa

O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), Rafael Prudente (MDB), disse, nesta quarta-feira (6), em vídeo divulgado em suas redes sociais, que a Casaaprovou recursos para a ampliação do Hospital Regional de Planaltina. Segundo Prudente, com a reforma será possível, além de ampliar a unidade, construir, o que é demanda antiga da população local, a primeira Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital.

“São R$ 23 milhões que serão usados na obra de construção de um bloco anexo de três andares, onde ficará a UTI do Hospital que contará com oito leitos e as alas de internação de adultos, já existente e a infantil, inédita”, ressaltou o presidente.

Pelo projeto de reforma, que foi elaborado pelo governo local e orçado em R$ 1 milhão, as obras estão previstas para ocorrerem nos setores de radiologia, na subestação de energia, nos laboratórios e no bloco de apoio, além da construção da UTI.

Conforma já divulgado pelo GDF, o cronograma das obras prevê a reforma da unidade de radiologia, com redistribuição de salas, adequação do fluxo interno de circulação, acessibilidade e ampliação do espaço.

“Trata-se de uma grande vitória da comunidade. Trabalhamos forte para aprovação dos recursos. A ampliação do HRP vai melhorar o atendimento à população de Planaltina”, lembrou Rafael Prudente.

Junto com as reformas, o projeto também prevê a construção de um Bloco Auxiliar, composto por três pavimentos, para permitir a melhoria e ampliação do atendimento do hospital para internação adulta, pediátrica e tratamentos de diálise e odontológicos, além da prestação de serviços, como assistência social, fisioterapia, fonoaudiologia, vacinação e vigilância epidemiológica, além de salas administrativas.

A reforma deve contemplar ainda a subestação de energia elétrica do hospital que também passará por reestruturação para suportar as cargas que virão da nova estrutura e garantir o funcionamento adequado dos equipamentos.

A lavanderia do hospital já passou por reformas, foi no primeiro semestre do ano passado. Na ocasião, foi possível dobrar a quantidade de roupas lavadas no local, passando da média diária de 350 kg para 650 kg.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui