- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
sexta-feira, 20 maio, 2022 - 04:58 AM
- PUBLICIDADE -

Rio vacina contra gripe pessoas de grupos prioritários de 50 a 59 anos

A cidade do Rio de Janeiro começou a vacinar nesta segunda-feira (9) contra a gripe grupos prioritários de 50 a 59 e trabalhadores da saúde. A vacinação dessa faixa etária ocorre até o próximo sábado (14). Também poderão ser imunizadas pessoas de grupos incluídos nas semanas anteriores.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou nota em que chama a atenção para a baixa adesão à vacinação, mesmo com a proximidade do inverno. As infecções respiratórias, como a gripe, se disseminam com maior frequência em temperaturas mais baixas e ambientes menos ventilados.

De acordo com o observatório epidemiológico da cidade, apenas 39% dos idosos a partir de 60 anos e 17% das crianças entre 6 meses e 4 anos de idade foram vacinados até agora. A SMS reforça a gravidade da doença, que pode levar à morte.

A campanha contra a gripe termina no dia 3 de junho.

Na próxima semana, serão imunizados os grupos prioritários com idade entre 40 e 49 anos. São considerados grupos prioritários quilombolas e comunidades indígenas, população privada de liberdade, pessoas com deficiência permanente, com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, além de trabalhadores da educação, do sistema prisional, das forças de segurança e salvamento, portuários, empregados no transporte rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, caminhoneiros e integrantes das Forças Armadas.

A SMS ressalta que não há necessidade de intervalo entre a vacina contra a gripe e a vacina contra a covid-19, a não ser para crianças de 5 a 11 anos com comorbidades. Nesses casos, será preciso aguardar um período de 14 dias entre as vacinas.

Pessoas que tiveram covid-19 devem aguardar pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas ou do teste positivo, nos casos assintomáticos, para poder se vacinar. Caso a pessoa esteja com sintomas sugestivos de covid-19, a secretaria recomenda que procure uma unidade de saúde para fazer o teste e adie a vacinação contra a gripe até a recuperação clínica total.

*Sob supervisão de Vitor Abdala

Fonte: Agência Brasil

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo