- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
sábado, 2 julho, 2022 - 16:54 PM
- PUBLICIDADE -

Secretaria de Saúde do DF antecipa vacinação contra influenza e sarampo

Imunização, indicada para crianças com idade entre 6 meses e cinco anos, já pode ser feita nos postos de vacinação

Por Cláudio Ulhoa

A vacinação contra a influenza e o sarampo para crianças com idade entre 6 meses e cinco anos já pode ser feita nos postos de vacinação do Distrito Federal. Programada para ocorrer no próximo mês, a vacinação foi antecipada pela Secretaria de Saúde para esta semana. Antes, as datas da imunização eram 30 de abril para quem você se vacinar contra o sarampo, e no dia 3 de maio, contra a influenza.

De acordo com a secretaria, a antecipação do calendário vacinal se dá para colaborar com os pais e responsáveis que já estão levando seus filhos para vacinarem contra outras doenças. Além disso, a antecipação visa também reforçar a vacinação contra o sarampo, que tem diminuído nos últimos anos.

“Para que não sejam perdidas as oportunidades de vacinação desse grupo, preferimos adiantar. O Ministério da Saúde está fazendo esforços junto à Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) para certificar novamente o país (eliminação do sarampo) e esse processo passa por várias etapas”, diz Fernanda Ledes, gerente substituta de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis e de Transmissão Hídrica e Alimentar.

A expectativa do governo é de vacinar contra a influenza pelo menos 90% dos grupos elegíveis – cerca de 1.086.550 pessoas. Já contra o sarampo, o público-alvo é de 182.357 crianças no DF e a meta é vacinar 95% delas.

Vale ressaltar que neste sábado (30), ocorrerá o Dia D da campanha de vacinação, quando os demais grupos prioritários para ser imunizados contra influenza também vão poder se vacinar.

Veja a abaixo o público-alvo do Dia D:

– Gestantes
– Puérperas
– Povos indígenas
– Professores das escolas públicas e privadas
– Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
– Pessoas com deficiência permanente
– Profissionais das forças de segurança e salvamento e das forças armadas
– Caminhoneiros
– Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso
– Trabalhadores portuários
– Funcionários do sistema prisional
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
– População privada de liberdade

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo