Comércio no DF deve ter alta neste final de ano, aponta Sindivarejista

0
37
Sindivarejista acredita que consumo, médio, dos consumidores neste final de ano será de R$ 310

A entidade acredita que o 13º injetará R$ 7,8 bi na economia o que fará com que o comércio tenha um aumento nas vendas de 14%

Por Cláudio Ulhoa

Em uma sondagem feita pelo Sindicato do Comércio Varejista do DF (Sindivarejista), foi constatado que o comércio, neste final de ano, deve voltar a ter alta nas vendas de até 14% ante o ano passado, quando a alta foi de apenas 2,5%. De acordo com o sindicato, o retorno gradual das atividades sociais, em razão do início do controle da pandemia de covid-19, e com o pagamento do 13º salário, a previsão é que R$ 7,8 bilhões na economia local.

Outra possibilidade constatada pelo Sindivarejista foi com relação às contratações temporárias, que geralmente nesta época do ano são comuns de acontecerem e que, neste ano, deve ser uma ajuda para os mais de 320 mil desempregados existentes hoje na capital federal.

“A expectativa começa pelos trabalhadores temporários. Nós estamos encaminhando para as 30 mil lojas do DF, cerca de, dois mil funcionários, que serão contratados por lojas de entrequadras e shoppings para período de experiência. Ano passado, foram, cerca de, 1.100 empregados contratados. O mercado teve uma queda devido ao lockdown”, explica o O presidente do Sindivarejista, Edson de Castro.

Segundo o sindicato, em média, 20% dos empregados temporários são efetivados após as festas de final de ano.

Em relação ao gasto médio do consumidor para as compras de final de ano, a sondagem mostra que o consumo deve subir dos R$ 230 do ano passado para R$ 310.

Dicas na hora de fazer as compras de final de ano:

  • Os gastos devem ser classificados em urgentes e não urgentes. Prioritários e não prioritários
  • Cuidado para o importante não se tornar urgente
  • Atualize o orçamento efetuando um balanço financeiro deste ano
  • Verifique o que restou de disponível, fazendo uma reserva financeira para as emergências
  • Com base no disponível, programe as compras e anote no papel os produtos e presentes a serem adquiridos e partir para pesquisa
  • Aproveite eventuais promoções, mas evite compras por impulso. Cuidado com falsas ofertas

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui