- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
terça-feira, 16 agosto, 2022 - 10:16 AM
- PUBLICIDADE -

Itapoã será a região administrativa que mais vai crescer no DF até 2030, diz Codeplan

Estudo mostra que a cidade irá ter um aumento populacional de 77,5% o que representará 114.956 moradores

Por Cláudio Ulhoa

Um estudo realizado pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) mostra que o Distrito Federal terá, em 2030, uma população com 3,4 milhões de habitantes. Será um aumento de 13%, sendo que, as regiões que mais irão crescer, segundo o estudo, serão Itapoã, Recanto das Emas, Samambaia e Planaltina.

A região de Itapoã destaca-se entre as outras por ser a que mais ganhará população até 2030. De acordo com o estudo, a região que hoje tem 64.747 mil habitantes passará a ter 114.956, um aumento de 77,5%.

“A população está se redistribuindo no território para onde há novas oportunidades de habitação e novos empreendimentos. Vamos ver o Itapoã crescer, graças ao Itapoã Parque. Também teremos crescimento em locais como Recanto das Emas [onde foi autorizada a construção do Residencial Tamanduá]”, destaca a gerente de Pesquisas e Estudos Quantitativos de Políticas Sociais da Codeplan, Julia Pereira.

O estudo faz parte das Projeções Populacionais para as Regiões Administrativas do DF2020-2030, promovido pela Codeplan.

Uma observação a ser feita pelo estudo é que o crescimento de Itapoã não será desordenado e também não está ocorrendo por acaso. A região, que nos últimos anos tem recebido investimentos públicos, inclusive com construção de grandes condôminos residenciais, tem esse crescimento populacional acompanhado pelo crescimento da Unidade de Planejamento Territorial (UPT) Leste – que conta também com as regiões de Paranoá, São Sebastião e Jardim Botânico – junto à UPT Norte – Sobradinho, Sobradinho II, Fercal e Planaltina.

“A construção do Itapoã Parque impulsionou diversas modificações aqui. Já havíamos iniciado várias obras e estamos com mais, porque essa nova população vai modificar a fluidez do trânsito. O Itapoã Parque também vai mudar a característica socioeconômica da cidade. Hoje é uma região de baixa renda. Com a inclusão da nova população, passará a ser de classe média baixa”, explica o administrador do Itapoã, Marcus Cotrim.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

Nos siga no Google Notícias
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo